DIABETES

Diabetes.

O diabetes mellitus é uma doença caracterizada pelo aumento de glicemia causado por uma carência ou produção inadequada de insulina.
Distinguem-se duas formas de diabetes mellitus: tipo I e tipo II, sendo este último mais freqüente em gatos. Ambos são caracterizados por uma alteração do metabolismo de carboidratos, gorduras e proteínas, provocada pela carência absoluta ou parcial da insulina.
Incidência
Estima-se que um cão ou um gato sobre 500 seja acometido pela patologia, e que esta doença esteja destinada a aumentar pela qualidade de vida de nossos animais e pela alimentação composta por elementos inadequados, como a presença de nutrientes de valor glicêmico particularmente elevado.
Fatores predisponentes:
• Idade avançada
• Castração
• Obesidade: estilo de vida
• Pancreatites- hipertireoidismo
Sintomas do diabetes
Níveis elevados de glicemia causam o aparecimento dos sinais clínicos do diabetes mellitus.
O limiar renal de reabsorção de glicose pode ser excedido por causa de uma presença excessiva de glicose no sangue, o que provoca a excreção de glicose pela urina. A maior freqüência de micção de seu animal é causada pela perda excessiva de líquidos corporais, que induz o animal a tomar mais água.
Um animal diabético pode manifestar uma perda de peso apesar de ingerir maiores quantidades de alimento, por causa da perda de glicose, um importante combustível (fonte de energia).
Sinais de alarme
• Poliúria (aumento da freqüência da micção)
• Polidipsia (sede excessiva).
• Polifagia (fome excessiva), apesar da possível perda de peso.
• Letargia
Como prevenir?
Uma vez que a doença não necessariamente apresenta sintomas aparentes, o controle do peso e exames regulares são fundamentais. O diagnóstico precoce é particularmente importante para a prevenção de graves complicações como catarata, neuropatia, nefropatia, infecções cutâneas e urinárias.
000webhost logo